O Blog Grandes Seleções pretende divulgar o futebol de seleções pelo mundo, em todas as épocas. Este é o espaço pra você relembrar aquela seleção que te encantou, que te fez raiva ou te encheu de alegria. Todas as informações das eliminatórias, amistosos internacionais e da Copa, você encontra aqui!

Angola 2010 - Começou fervendo

domingo, 10 de janeiro de 2010

Apesar de todos os problemas, a bola rolou na tarde deste Domingo para o jogo de abertura da Copa Africana de Nações. E que jogo! Para quem decidiu desligar a TV ou mudar de canal quando, aos 34 minutos do segundo tempo, viu o placar apontar 4x0 para Angola contra Mali, certamente seria capaz de apostar uma fortuna caso algum maluco dissesse que o adversário conseguiu empatar o jogo. E o que dizer então para o torcedor angolano que saiu do estádio mais cedo, fazendo barulho com suas vuvuzelas e comemorando pelas ruas de Luanda uma vitória significativa contra um concorrente direto? Pois é! Aconteceu o que ninguém esperava no estádio 11 de Novembro: Mali buscou um empate heróico após estar perdendo por 4x0 na casa do rival.
Jogadores de Angola e Mali fazem 1 minuto de silêncio antes do jogo. A Copa Africana de Nações está de luto pelos últimos episodios.
Após lance confuso, com direito a uma falha bisonha do goleiro angolano, Keita faz o primeiro gol de Mali aos 34 minutos do segundo tempo. Era o início de uma reação fantástica e histórica!

Como para tudo se encontra explicação, vamos aos fatos. Tanto Angola, como Mali são seleções com um fraquíssimo sistema defensivo, a começar por seus goleiros. Os angolanos, aproveitando-se que a defesa adversária não fazia nada a não ser bater cabeça, usaram a bola área para abrir 2x0 no primeiro tempo, dois gols de Flávio. Hoje entendi porque uma seleção que tem Mahamadou Diarra, Keita e Kanouté não consegue resultados expressivos no continente. Além da contribuição da defesa, Mali deu espaço para o adversário jogar, não conseguiu acompanhar a correria dos mandantes e sem nenhum entrosamento praticamente não conseguiu penetrar na defesa adversária durante a primeira etapa. No início do segundo tempo, Diarra perdeu chance na cara do goleiro Carlos que fez uma bela defesa. Depois disso, dois pênaltis infantis sobre o bom meia Gilberto deram a Angola à chance de chegar a 4x0, gols do próprio Gilberto e de Manucho.
O jogo se estendeu assim até os 34 minutos do segundo tempo, quando Keita aproveitou-se de uma infelicidade do goleiro Carlos e em um bate-rebate conseguiu descontar a diferença para 4x1. Demorou um pouco para Kanouté fazer um bonito gol de cabeça aos 42 minutos do segundo tempo. O placar de 4x2 ainda era tranqüilo para os angolanos, relaxados com a vitória “virtual”, mas novamente Keitá (de voleio) fez o terceiro aos 47 minutos. No ataque seguinte, o milagre foi finalizado com um gol de Yattabare, após rebote do goleiro Carlos. Isso mesmo! O empate por 4x4 foi considerado uma grande derrota para os anfitriões, um verdadeiro balde de água fria. Já jogadores e torcedores de Mali festejaram como se tivessem conquistado o título da competição. A blitz armada pelos angolanos não resolveu muita coisa, pois o time aparentemente se cansou e a eficaz marcação se transformou em uma avenida para Mali buscar o resultado. As duas seleções voltam a jogar na quinta-feira. Mas antes, a rodada será encerrada amanhã, com o jogo entre Argélia e Maláui. Eu, particularmente, estou curioso para ver como os argelinos se comportam na competição. As “raposas do deserto” fizeram jogos memoráveis contra o Egito e se classificaram para a Copa derrubando um gigante. A segunda rodada dessa chave acontece na quinta-feira, quando a correria de Angola deve surtir efeito contra Maláui, enquanto que Argélia e Mali (vale a pena assistir) fazem confronto direto na briga por classificação.

E o Togo?

Não sei! De sexta pra cá, cada um fala uma coisa. Primeiro os togoleses abandonariam o torneio, depois não, depois sim, depois não, depois sim... Ah! A última informação é de que Togo já deixou Angola e a CAF (Confederação Africana de Futebol) confirmou que o grupo terá apenas três seleções: Gana, Costa do Marfim e Burkina Faso. Mas tem agência de notícias afirmando que os togoleses voltam para Cabinda após três dias de luto e vão fazer um apelo a CAF para disputar a competição. Creio que o pedido será negado, afinal tem muito cachorro grande envolvido nisso. Nenhum clube europeu gostaria que a competição fosse estendida por mais alguns dias para que Togo pudesse fazer seus jogos na primeira fase. O saldo final foi trágico, com três mortes e o goleiro reserva Obilalé internado em estado grave, podendo nunca mais jogar futebol.
Outra coisa que quero citar! A FLEC (ela mesmo) afirma que os ataques continuarão e que é uma insensatez o presidente da CAF manter os jogos em Cabinda. Também acho! Já que não se pode cancelar a competição, esses organizadores deveriam, no mínimo, trocar a sede. No meio desse disse e não disse, só tenho a dizer uma coisa: Será que não valeria à pena espalhar os jogos de Cabinda pelas outras três sedes e preservar a vida de jogadores, torcedores, imprensa, entre outros? Ou assim como a delegação de Togo fez, é melhor pagar pra ver?

1 comentários:

Gabriel Messias 10 de janeiro de 2010 18:09  

bom amigo nao entendo muita coisa de futebol e nao me intereso pelo assunto mas achei a iniciativa de seu blog muito interesante... falar de seleções e dar ponto de vista de jogas e tudo mais é massa... abraço ai e bom blog

Postar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO